Pages

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O CANDIDATO IMBATÍVEL



“Mesmo as folhas mais altas da mais alta árvore não resistiria ao vento que transborda de nosso amor” Thallyta Ellen
 
Noticias palacianas apontam que diversos prefeitos, em segundo mandato, preparam o seu CANDIDATO IMBATIVEL para o próximo pleito eleitoral em 2012.
 
Sem duvida alguma, nossos gestores não querem de modo algum largar o osso. Fazendo uma administração que procura dar a impressão que esteja governando, tática aprendida no interior de São Paulo, inventada por um gestor municipal, que desenvolveu um sistema de governar pela aparência, fazendo de conta que governava através da redistribuição da presença de seu governo em vários ambientes da cidade e buscando fortes recursos federais, estaduais e outros para si mesmo. Aquele gestor manteve-se no poder por dois mandato e fez seu sucessor, ficando à frente por mais de quatro mandatos. Obviamente, sua família e parentela ficaram muito bem de vida e o povo sempre esteve ao seu lado. Por onde se andava, via-se carros e caminhões da prefeitura, além de casas alugadas com placas de serviços, festas e outros meios para ludibriar a população e perpetuar-se no poder. Ela, a população, quando veio acordar da alienação, envergonhou-se e arrependeu-se imensamente por seu atraso infeliz.
 
Prefeitos, Governadores e Presidentes, deveriam saber que foram para ali como servidores públicos e não proprietários de um negócio particular ou um brinquedo pessoal.
 
A ambição, a luxuria e a cegueira decorrentes da posição se derramam sobre mentes que outrora choravam pelos cantos de suas terras e esquinas das cidades, pedindo uma única oportunidade para fazerem algo de bom pela população. Que o povo tenha voz e consideração como o fez o ex-Prefeito Garotinho, em Campos-RJ, no passado.
 
Contudo, os mais sombrios e secretos desejos de fama, poder e usura, de alguns gestores atuais, expõem-se nos primeiros metros de caminhada na Gestão Publica.
 
Seria hora de pessoas sérias do país levantarem-se para gerar uma consciência nova para nossa nação.
 
Eu creio que “Fazer de Conta que Governa” não é o melhor resultado para uma população tão carente e sofrida.
 
Em nossa cidade, Açailândia, Maranhão, assistimos, diariamente, centenas de pessoas vindo para cá buscarem os recursos gerados em nossa terra para levarem para outras cidades distantes. Já se estima da existência de uma população flutuante de pessoas vindas, especialmente, de Imperatriz e arredores, ocupando os empregos melhores que deveriam ser direcionados ao sofrido povo deste lugar. Isso sem falar dos que veem de outros estados que obviamente sempre serão benvindos, mas entram no vácuo do despreparo de nossa gente. Assim, trocamos ouro e outras riquezas por cachaça e espelhos.
 
Lobistas brasilienses veem para cá a fim de ensinar como fazer para novos recursos aterrissarem em nossa terra e serem direcionados ao bel prazer dos gestores locais. Candidatos se levantam, inclusive importados, almejando ocupar a rica cadeira de prefeito de Açailândia, porém, com a mesma sede que os atuais ocupantes a exercem e demais que por ali já passaram.
 
Falta uma pessoa de vanguarda, sintonizada com o progresso, sensível as questões mais sérias da região. Que, não só saiba falar a linguagem do povo, mas que saiba falar a linguagem da Cia. VALE, das siderúrgicas, dos pecuaristas, do pequeno produtor, dos empresários (micro, médio e grande), dos estudantes, dos universitários, dos pacientes, dos encarcerados, dos desempregados, das gestantes, dos idosos, da criança e do adolescente, sem manipula-los com fim de se tornarem curral eleitoral. Alguém que enxergue a urgência de mudar o local do hospital publico e imediatamente construa um hospital de urgência, antes que venha a primeira grande catástrofe. Alguém que invista forte no fim das valas negras (esgoto a céu aberto) que dominam a entrada de nossa cidade e bairros. Alguém que trabalhe com pesquisa e não maquie os resultados para fazer de conta. Alguém que seja independente e visionário e prepare a cidade para o seu futuro criando mecanismos inteligentes de serviços e desenvolvimento. Que coloque seus filhos, netos e familiares para estudar nas escolas municipais e somente sejam atendidos em suas enfermidades nos hospitais do municipio respeitando a fila.
 
Por isso, se eu pudesse dar um conselho ao congresso nacional, diria: “Façam uma mudança séria na legislação eleitoral e coloquem que um prefeito somente poderia governar por seis anos e nunca mais.” Assim, ele ou ela voltaria para sua vida civil, eliminando os maus hábitos. Caso desejasse continuar na vida publica buscasse outro cargo (Vereador, Deputado, Senador, etc).
 
Os alguns dos atuais prefeitos estão preparando os seus GOLIAS. Candidatos Imbatíveis. Querem se eternizar. Falta o espirito demcrático que tão caro custou ao país.  Nós estamos em busca de uma pessoa sem vícios de poder.
 
Não precisamos de um tipo de “bom moço” ou “mauricinho ou patricinha”, nem de um matuto espertalhão ou de um intelectual manipulador, muito menos de um bicho politico. Precisamos de uma pessoa sensível, criativa, relacionável, ágil, dinâmica, moderna, inteligente, visionária, incansável pelo bem de todos, sem rancores, vinganças, ódios ou mágoas pessoais; uma pessoa do bem e do nosso tempo; com espírito jovial e filial, alegre e responsável; que cuide do mínimo e do máximo; que não se atenha somente ao seu grupo político, mas que seja servo de todos, sem perder a fibra de um líder destemido e corajoso. Que saiba colocar o melhor de Açailândia em seus projetos e correr o Brasil em busca de apoio, colocando a Cidade do Ferro em todos os congressos, seminários, simpósios, eventos culturais, etc. Que promova Açailândia por todos os modos e meios. Que crie um espaço para universidades, congressos, cultura, festa genuinamente para as famílias e promova a paz de um modo edificante e saudável. Que se assessore do melhor e desenvolva a imprensa pela boa influencia e o simples cidadão seja sua prioridade devido a sua imensa vulnerabilidade e desproteção. Que saiba fazer corredores de escoamento da produção, resgate a memoria da cidade e seus construtores, gere turismo interno, desenvolva o meio ambiente de modo inteligente e sustentável, que demonstre resultados e se comprometa a ter apenas um mandato e nada mais pelo bem de nossa terra, ensinando aos demais um novo modo de administrar com total sinergia, transparência verdadeira, audácia administrativa e tirocínio para o progresso. Tudo isso será útil ao invés de ficar amedrontando o povo com o seu Golias, o CANDIDATO IMBATÍVEL.
 
Mesmo assim, diariamente, eu oro pelo nosso prefeito e por sua familia para que Deus os abençoe e tenhamos paz. Não sinto nada de mal para com ele, nem fico magoado com sua tropa de choque. O Deus em que creio é eterno e verdadeiro e o colocou ali com um proposito que nem o proprio gestor conseguiu identificar por completo nesses últimos anos.
 
Porém, os imbatíveis sempre terão a testa exposta e os pés de barro, mas o povo se alegrará com seu novo herói.
 
E a Bíblia diz:
E disse o sacerdote: A espada de Golias, o filisteu, a quem tu feriste no vale do carvalho, eis que está aqui envolta num pano detrás do éfode. Se tu a queres tomar, toma-a, porque nenhuma outra há aqui, senão aquela. E disse Davi: Não há outra semelhante; dá-ma.
 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e se quiser sua mensagen sera anonima. Os comentarios seram publecados apos avaliação do blogger, Não e permitido spams.