Pages

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

CAPACITAÇÃO DE CARROCEIROS EM AÇAILÂNDIA

 Açailândia - Para circularem em nossa cidade os carroceiros precisam estar cadastrados no Sindicato da categoria (SINDICOMVETRAA), e ter participado do curso de formação realizado nesta terça –feira 05/02 um curso de orientação sobre sinalização de trânsito, as doenças que matam os animais os cuidados com os animais e preservação do meio ambiente. Tudo isso está previsto na lei federal, mas somente com o curso prático começou a ser oferecido para os profissionais.

O evento contou com a Participação de aproximação de 50 carroceiros cadastrados e outros novos carroceiros totalizando quase 60 no Geral. Esses carroceiros receberam orientações sobre as vias em que não podem circular por muito tempo e os caminhos alternativos para chegarem a seus locais de destino. A prefeitura, através do Centro de Zoonoses, vacinou os animais coletou o sangue de centenas de cavalos, além de pinturas e equipamentos nas carroças com elementos refletivos.,cartilha de orientação, que aborda desde os cuidados com os animais e sua segurança até o local onde devem jogar o entulho transportado, com vistas à preservação do meio ambiente.

Segundo o presidente do sindicato (SINDICOMVETRAA) Edison Pereira dos Santos, 26, o sindicato foi fundado no dia 17 de novembro 2012, o próximo passo é a associar e sindicalizar mais carroceiros, em parceria com a prefeitura local, que tem interesse na geração de oportunidades de trabalho para todos.

Os Médicos Veterinários responsáveis por ministrar a palestra no curso ,Dr.Francisco Chaves e Drª Danielle salientaram que todos os cavalos que são utilizados no centro urbano, mesmo aqueles que não são usados em carroças, devem ser cadastrados e vacinados.Raimundo da Anunciação Barbosa de 44 anos, proprietário de uma carroça já trabalhou no setor do mercado municipal e hoje está encaixado no setor da vila Ildemar .Disse, que esse curso oferecido pela administração municipal através do DMT ajuda os carroceiros a cuidarem melhor dos seus animais. Como também conduzir os seus trabalhos diários respeitando as normas do código brasileiro de trânsito “Trabalho de forma legalizada e meu veículo e cavalo são identificados de forma mais fácil”, frisou Barbosa. Ele ainda acrescentou que a partir de agora os animais passarão por avaliações periódicas, evitando os maus tratos que muitos sofriam.

O Curso de Formação para Condutores de Veículos de Tração Animal (VTA-carroceiros) tem como identificar todos os veículos dessa categoria para ampliar a fiscalização e manter em dia a saúde pública da cidade.Garantiu Jaime Vieira Agente de Trânsito (DMT)membro da divisão de educação para o trânsito

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e se quiser sua mensagen sera anonima. Os comentarios seram publecados apos avaliação do blogger, Não e permitido spams.