Pages

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

DMT reuniu autoridades para discutir sobre o transito urbano em Açailândia


Desvio do transito de dentro do perímetro urbano foi um dos pontos mais discutidos.

O nosso transito vive a beira do caos”. Essa afirmação feita em uma reunião com membros de vários setores da sociedade civil organizada, reflete a preocupação que o departamento municipal de transito tem hoje com o trafego urbano de veículos em Açailândia. Mas essa situação vai mudar, porque já estão sendo criadas alternativas e planejamentos para reorganizar o transito tanto no centro como nas rodovias que cruzam a cidade.

Para começar essa organização aconteceu uma reunião que contou com a participação de setores como Policia Rodoviária Federal, Policia Militar, OAB, Promotoria e Administração Pública Municipal. A união desses segmentos, vai dar mais agilidade e complementar as idéias no sentido de melhorar os afluentes de transito do município.

O controlador do Município Rocha Neto, iniciou a reunião explicando a parte do plano diretor que consta um projeto de desvio das BRs 222 e 010, um dos pontos principais desse projeto segundo Rocha Neto é o ligamento dessas duas rodovias.

Em tese o desvio teria inicio próximo ao posto da Policia Rodoviária Federal e a obra teria que passar por aprovação legislativa municipal e federal através do DNIT, o que não seria um empecilho por já está previsto dentro do plano diretor do município.

Em outra vertente da discussão, foi abordada a situação do transito no centro da cidade, onde atualmente muitos problemas tem sido causados pela desorganização. A idéia de guardas de transito e policiais presentes nas ruas e principalmente em pontos estratégicos, foi unânime.

Para o presidente da OAB, Dr. Erno Sorvos, é importante a parte estrutural, mas um dos primeiros passos para se chegar a esse objetivo é tomar ciência do que cada instituição pode fazer de imediato para iniciar esse processo de mudança, a educação e a burocracia são dois fatores preponderantes para se analisar as competências e as burocracias que o município irá enfrentar para conseguir verba para a execução dos projetos.

A Promotora, Drª. Samira Mercêis dos Santos enfatizou a importância da educação para os pedestres, que para ela, é um fator de fundamental importância para termos um transito melhor, além disso, Drª Samira também citou alguns pontos que são dados como mais críticos no município, como por exemplo, a entrada da Vila Ildemar que recentemente recebeu uma agencia bancária que aumentou o fluxo de veículos e não foi feita nenhuma rotatória ou passarela para diminuir o risco de acidentes no local.

Dr. Erno seguindo o mesmo raciocínio, lembrou de outros pontos como a entrada do Mercado Municipal, e as entradas paralelas da Avenida Santa Luzia que registram acidentes quase diariamente, e ainda sugeriu uma nova reunião com os mesmos representantes. No próximo encontro cada um tem a tarefa de trazer escrito, os pontos que acham mais críticos e as sugestões para serem iniciadas as primeiras ações práticas para a resolução do problema.

Rozemiro Ferreira diretor do DMT falou sobre os projetos e tirou duvidas sobre as autorizações para se fazer obras que mexam com as BRs. A promotora Samira finalizou as falas dando a idéia da criação de um termo de cooperação para as entidades envolvidas.

Assessoria de Comunicação/PMA

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e se quiser sua mensagen sera anonima. Os comentarios seram publecados apos avaliação do blogger, Não e permitido spams.