Pages

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Prefeitura promove reunião com agricultores e pecuaristas para tratar sobre projeto agroflorestal inovador


 
Açailândia - O projeto tem como objetivo contribuir com ações de implantação de reflorestamentos mistos em áreas alteradas, promovendo uma recomposição de matas ciliares associadas à produção de alimentos. Nele é enfatizada a necessidade de conscientização sobre a importância da preservação ambiental e do avanço das leis que disciplinam a ação humana sobre florestas públicas.

Atualmente é crescente o interesse em fazer despertar os milhares de produtores para os programas de recuperação de áreas degradadas e de revitalização de matas ciliares em áreas de APP (área de preservação permanente), exigindo que os conhecimentos técnico-científicos sejam aprimorados às suas necessidades locais, repassados aos potencializadores desses programas, que interagem para que os mesmos sejam incluídos no processo produtivo do “Plano Safra 2013/2014” e constituintes na agricultura familiar, através do PRONAF.

O Plano Safra representa um grande avanço no Estado do Maranhão para organização da cadeia de produção, a integração das políticas públicas voltadas a esse segmento, e no fomento aos projetos de reflorestamento “Profloresta”, consorciados com agricultura de grãos, frutíferas ou silvicultura, pois ele deve começar com a aprovação dos projetos de reflorestamento e manejo florestal de floresta plantada.

O reflorestamento é uma atividade econômica de resultados concretos a médio e longo prazo com resultados socioeconômicos muito superiores a qualquer atividade da cadeia produtiva, na pecuária tradicional ou na produção de alimentos.

O Código Florestal Brasileiro – Lei Nº 4771 de 15 de setembro de 1965, em seu artigo 16, parágrafo 3º, prevê que em propriedades rurais, para efeito de compromisso da reserva florestal obrigatório, em relação à Amazônia Legal e Pré-Amazônia deve ceder 80% para propriedades rurais.

A técnica desenvolvida pela Embrapa, denominada Agroflorestal ou Sistema Agroflorestal é interessante para os diferentes setores empresariais e produtivos (pecuária e agricultura familiar), por reunir vantagens econômicas, além da produção de alimentos, dando ênfase a questão socioambiental. O plantio de árvores florestais ou frutíferas em sistema intercalados em consórcio com espécies nativas é facultativo.

A participação de um grande número de agricultores e pecuaristas da região marcou a reunião, que trouxe esclarecimentos sobre as formas de implantação desses projetos de replantio e de renda através da seringa, cupuaçu e lavoura alternativa. Essa medida deve assegurar aos produtores que o futuro de suas gerações tenha uma fonte rentável para que a prática agrícola de reflorestamento e produção de renda não seja esquecida.

Além de promover o reflorestamento, o programa também visa cuidar melhor da questão ambiental, pois as áreas que serão usadas são exatamente as que foram degradadas ao longo do tempo.

Representantes do Sebrae, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia, apresentaram em palestra, as formas de consórcio com o Pronaf, e os participantes demonstraram bastante interesse e satisfação com a atitude do poder público em dar a eles toda a informação necessária para que todos tenham condições e conhecimento para entrar no projeto.

Da Assessoria

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e se quiser sua mensagen sera anonima. Os comentarios seram publecados apos avaliação do blogger, Não e permitido spams.