Pages

quinta-feira, 8 de maio de 2014

“Homem de Deus não aceita dinheiro sujo”, diz pastor Abner Ferreira


Líder assembleiano criticou políticos que tentam comprar líderes em época de eleições.

“Homem de Deus não aceita dinheiro sujo”, diz pastor Abner FerreiraO pastor Abner Ferreira, presidente da Igreja Assembleia de Deus em Madureira, Rio de Janeiro, participou na última sexta-feira (2) do 32º Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora, realizado na cidade de Camboriú, Santa Catarina.
O líder assembleiano criticou o comportamento de muitas autoridades políticas que em ano de eleições tentam negociar apoio político com as igrejas oferecendo dinheiro, materiais de construção ou privilégios para os líderes evangélicos.
“É uma vergonha pastor Cesino. Em alguns lugares que nós vamos por ai políticos falam na nossa cara: aquele pastor, daquele lugar lá, eu compro ele no cobre. É no cimento, é na brita, é no tijolo”, disse o líder evangélico. “Quando chega a época eu já sei como é que eu faço para dar um agradinho para ele”, continuou.
A mensagem “Por que Geazi fracassou no seu ministério?” teve como base a história do capitão sírio Naamã que foi curado da lepra após receber a orientação de uma menina para procurar o profeta Eliseu. A narrativa da história está no segundo livro dos Reis, capítulo 5.
“É isso que muitas autoridades precisam entender: A igreja não está à venda. O nosso ministério não está à venda. A nossa chamada não está à venda. Os dons espirituais não estão à venda. O fruto do Espírito não está à venda. Os dons ministeriais não estão à venda. Aqui não se vende milagre, nem prodígio e nem maravilha. Homem de Deus não aceita dinheiro sujo”, disse Ferreira.
Os evangélicos representam atualmente 22% de toda a população brasileira, segundo o IBGE. Seu voto é marcado pela fidelidade aos seus líderes religiosos. A Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados acredita que 2014 haverá um crescimento de 30%. Em ano de disputa eleitoral, a bancada religiosa espera ocupar 95 cadeiras na Câmara dos Deputados e pautar debates nas eleições.
“Essa época eleitoral é uma das piores épocas para a igreja. O que tem de gente se prostituindo espiritualmente por ai é uma coisa de louco. É uma vergonha!”, disse o pastor Abner Ferreira.
A Assembleia de Deus em Madureira é uma das principais igrejas evangélicas do Brasil e tem mais de 90 mil membros só na cidade do Rio de Janeiro. Sede do Ministério de Madureira, presidido pelo Bispo Manoel Ferreira, a igreja apoia políticos importantes, tais como: Everaldo Pereira (PSC/RJ), Arolde de Oliveira (PSD/RJ) e Eduardo Cunha (PMDB/RJ).
Em uma mensagem que durou mais de duas horas o líder evangélico orientou os fiéis a tomarem precauções quanto ao ministério e não fazerem acordos com pessoas que estejam dispostas a “comprar sua consciência”.

por Neto Gregório

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e se quiser sua mensagen sera anonima. Os comentarios seram publecados apos avaliação do blogger, Não e permitido spams.