Pages

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Equipe da ASPLAN Orienta Produtores Sobre Plano Safra Agroflorestal da Agricultura Familiar 2013/2016, No Assentamento Califórnia.

Açailândia: O Núcleo de Profissionais da ASPLAN Assessoria de Planejamento do Município de Açailândia, composta por técnicos agropecuários, engenheiros, projetistas e economistas juntamente com os parceiros Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Caixa, continuam dando orientação necessária para qualificar os produtores rurais em 12 Assentamentos da nossa regional de Açailândia.

A Equipe da ASPLAN esteve na última quarta-feira dia 05/02, no Assentamento Califórnia zona rural de Açailândia, ministrando um treinamento sobre a importância do Plano Safra Agroflorestal da Agricultura Familiar 2013/2016.

O município de Açailândia através da Assessoria de Planejamento propõe a criação de um Sistema Agroflorestal na recuperação de áreas alteradas e/ou degradadas desde município, com incentivo ao reflorestamento, dando ênfase em especial, na recomposição da Reserva Legal, alicerçando o setor produtivo na produção de matéria prima vegetal e alimentos, gerando renda e emprego aos trabalhadores rurais.

Reflorestamento alternativo em áreas alteradas e/ou degradadas no incremento do setor produtivo e na produção de alimento, gerando emprego e renda as famílias rurais, na reposição do passivo florestal com o plantio consorciado de 2 h a de seringa X cupuaçu.

VALOR TOTAL DO PROJETO (02 hectares):
R$ 34.350,20 (trinta e quatro mil trezentos e cinquenta reais e vinte centavos).
Fonte dos Recursos: Pronaf Floresta: financia projetos para sistemas agroflorestais, como exploração extrativista, ecologicamente sustentável, plano de manejo florestal, recomposição e manutenção de áreas de preservação permanente e reserva legal e recuperação de áreas degradadas.

Serão atendidos 600 famílias de produtores diretos e 1.800 indiretos, entre filhos e esposas totalizando em torno de 2.400 mil indivíduos e/ou produtores da zona rural das regiões acima mencionada, reflorestando a mesma em 1.200 h a de área plantada com 714.000 mil de arvores plantada no município de Açailândia – MA.

Considerando os 02 hectares plantados terá uma renda bruta anual de R$ 35.700,00 ( trinta e cinco mil e setecentos reais)sendo R$ 2.975,00 mensal, em 952 arvores florestal da espécie Hevea com inicio de produção no 7º ano e 238 arvores frutíferas da espécie theobroma grandiflorum com inicio de produção no 3º ano, podendo repetir e dobrar o projeto com o inicio da produção das culturas do investimento proposto.

De acordo com IBAMA, os Municípios Açailândia, Santa Luzia e Balsas lideram o desmatamento no Maranhão. As áreas ocupam a região do sudoeste do estado. O problema esta relacionado com o aumento das queimadas e a produção agrícola. As informações apresentadas pelo IBAMA, são baseadas nos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Maranhão lidera o ranking de Queimadas.

A visita de trabalho aos produtores contou com a presença do gerente do Banco do Nordeste Sr. Isaac Costa Nascimento,do Economista e Coordenador da ASPLAN Sr. Antonio Siqueira Diniz Junior e os Técnicos Agrícolas Sr. Geraldo Teixeira de Azevedo e o Sr. Lucas Norte Cardoso.

É uma opção estratégica para os produtores familiares, graças à diversificação da produção e rentabilidade. Além disso, fornecem numerosos serviços socioambientais, que podem ser valorados, com potencial de serem convertidos em créditos ambientais e, assim, aumentar o valor agregado da propriedade agrícola.

O Plano Safra Agroflorestal da Agricultura Familiar 2013/2016, tem a finalidade de proporcionar aos envolvidos, conhecimentos e habilidades capazes de implantar ações alternativas, baseadas na sustentabilidade ambiental, de forma a substituir o uso inadequado de áreas protegidas por atividades com geração de renda, visando atender a demanda de conflito ambiental especificamente em todos os Assentamentos da regional de Açailândia.

Nos próximos dias serão realizadas várias atividades com as comunidades dos 12 assentados, por meio de visitas orientadas, visitas técnicas, diagnóstico socioambiental, oficinas, ciclo de palestras, visita de campo, capacitação, monitoramento e avaliação.
A ação tem motivado os moradores dos assentamentos visitados, conforme o depoimento de vários produtores.

Fonte/Folha de Cuchá

0 comentários:

Postar um comentário

Comente e se quiser sua mensagen sera anonima. Os comentarios seram publecados apos avaliação do blogger, Não e permitido spams.